terça-feira, 23 de outubro de 2012

Avenida Brasil

Inicialmente vale esclarecer que, apesar do título, o blog continua versando sobre marketing e gestão esportiva, mas se aproveitará da onda de sucesso da novela para abordar um assunto bastante pertinente. 

Refiro-me à ação da Lupo que, ao ser a patrocinadora do Divino - time de futebol que faz parte da trama - obteve excelente exposição da marca, além de um expressivo aumento nas vendas de seus produtos. 

Outro ponto interessante da iniciativa foi o de poder inserir a marca na novela sem que parecesse uma ação de merchandising editorial, visto que faz parte da normalidade do esporte ter times ostentando as marcas dos seus patrocinadores. 

Todavia, mesmo com o iminente sucesso sob os parâmetros de exposição e vendas, algumas reflexões devem ser feitas. 
Uma delas diz respeito à associação da marca a um clube que no enredo é considerado “pequeno”. 
Ou seja, a marca fatalmente necessitará de um reforço na comunicação caso não queira ser lembrada como patrocinadora de um time de menor expressão. 
Por outro lado, o fato de aparecer em horário e espaço tão nobre consegue dar uma projeção à Lupo que dificilmente um time que disputa a série A do Campeonato Brasileiro daria caso tivesse a empresa como sua patrocinadora, até porque, o espaço dedicado aos fornecedores de material esportivo nos uniformes é bastante inferior ao do ocupado na camisa do Divino FC. 

A segunda reflexão a ser feita diz respeito à comparação entre as diversas possibilidades de investimento em marketing. 
No caso da Lupo havia algumas opções para a exposição da marca, entre as quais podemos citar a compra de inserções publicitárias, outro tipo de merchandising editorial ou até mesmo o patrocínio em equipes com elevado número de torcedores - hoje a Lupo é a fornecedora da Portuguesa de Desportos da série A e do Guarani de Campinas da série B. 
Por desconhecermos o valor do investimento feito na iniciativa não temos condições de avaliar qual delas seria a mais vantajosa, no entanto, é notório que a audiência da novela costuma ser maior do que as dos jogos de futebol. 
Além disso, há outros fatores a serem avaliados nesse caso, tais como a nitidez da visibilidade, o tempo de exposição e, principalmente, o objetivo que se tem em termos de posicionamento mercadológico. 

Deve ainda ser ressaltado que uma ação de marketing não precisa obrigatoriamente ter um retorno imediato, pois muitas vezes essa pode fazer parte de uma estratégia que, naquele momento, sirva para pavimentar todo um processo que estará por vir. 
Porém, independentemente dos resultados e objetivos da Lupo, a iniciativa é digna dos maiores elogios em função do ineditismo.

9 comentários:

  1. Eduardo Albuquerque23 de outubro de 2012 12:12

    Eu fiquei surpreso com a Globo abrir esse espaço. Não deve ter saído barato. Tentei uma vez numa série que vendi pra eles (mas acabou não sendo produzida) algo semelhante...ainda faltava muito pra rolar - estávamos ainda na criação e tal - mas os caras foram muito reticentes a inserção de patrocinadores na camisa etc. (era uma série sobre futebol)

    Muito legal ver que eles abriram a cabeça pra isso. Merchandising do jeito que eles faziam era irritante

    ResponderExcluir
  2. Idel, No Blá blá Gol volta e meia de forma implicante (ainda que pertinente) com o futebol no Brasil dando conta que brasileiro gosta mesmo é de novela, e não de futebol.
    Essa premissa nos leva a um sem números de reflexão que vão desaguar lá na frente na forma como o futebol é transmitido até mesmo, em como se estrutura o próprio calendário e sua concepção frente à adoção do modelo regional/nacional.

    Gostaria de publicar esse teu artigo em nosso blog. Posso?

    Abraços
    Victor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Victor

      Fique à vontade para publicar o texto.

      Abs

      Excluir
    2. Grato Idel.
      Publiquei alterando somente o tamanho da foto da Suelen. Ela merece.
      Quiser acompanhar a discussão que porventura se desenrolar, segue o link:
      http://www.blablagol.com.br/brasileiro-gosta-mesmo-e-de-novela-18512

      Excluir
  3. Halfen. Brilhante reflexão, como sempre!
    Eu não sou deste meio, embora a minha dissertação esteja vinculada ao marketing. Então, estas observações que tu fizeste passaram despercebidas por mim. Deixo a você, profissional do marketing, e a teus amigos colaboradores uma observação para reflexão. A reflexão é a seguinte: Me coloco no lugar de uma mera telespectadora, embora não tenha assistido integralmente esta novela, mas quando a assisti, não notei que o patrocinador da camisa do Divino FC era a LUPO. Veja só!
    Vou observar melhor estas atitudes empreendedoras dentro da ficção.
    Parabéns !
    Te deixo o meu abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que é uma grande dificuldade um anunciante fazer alguma publicidade "incidental" no Brasil. As do Banco Itaú na novela só faltam colocar um SETA. Para quem tem um pouco de bom gosto para a narrativa fica feio.
      A da Lupo nem é assim tão discreta, mas certamente passou despercebida por muita gente. Minha mulher só percebeu porque eu comentei em algum momento.

      Mas publicidade em camisa de time de futebol é assim mesmo. Passa despercebida até por adeptos. De qualquer forma, dentro da temática futebol, o índice de percepção entre homens (e essa novela "pescou" muitos homens) e que gostam de futebol deve ter sido bom (a Lupo é uma marca se não bamba, não totalmente desconhecida desse público o que facilita a visualização)

      Excluir
  4. Vitor. Muito prazer e o obrigada pelo comentário. Aida bem que mais pessoas não perceberam que a camisa do Divino F.C tinha a marca "LUPO".Ainda bem no sentido de não me sentir tão "por fora".Amanhã, lecionarei no turno da manhã e da tarde. No total serão uns 50 alunos. Vou perguntar a eles "qual era a marca que estampava a camisa do Divino Futebol Clube, na novela Avenida Brasil?". Postarei aqui neste BLOG (do Idel) o resultado. Hoje a noite participarei de um jantar, são umas 15 pessoas, perguntarei a elas, também. Sou mestranda, pra mim tudo precisa ter pesquisa. Vamos tentar avaliar isso. Abraço Vitor

    ResponderExcluir
  5. Olá. Perguntei a 61 pessoas. Nesta amostra tinha homens e mulheres. Apenas 2 homens e uma mulher perceberam a marca LUPO na camisa do Divino F.C.
    Abraço

    ResponderExcluir