terça-feira, 19 de novembro de 2013

Decathlon - Shopping Center do esporte


Encontrar uma empresa que tenha como missão “Despertar o desejo e tornar acessível ao maior número de pessoas o prazer e os benefícios de se praticar qualquer tipo de esporte” é algo que traz satisfação para qualquer entusiasta do esporte, aliás, saber que empresas dão atenção a aspectos como missão, visão e valores é mais gratificante ainda, pois revigora a esperança de que a preocupação com os aspectos da gestão não se resume a retóricas e discursos.


A Decathlon foi fundada em 1976 na França por, como não podia deixar de ser, um amante dos esportes, Michel Leclercq.
No sistema de autoatendimento, a loja se diferenciava das demais por praticar preços acessíveis e disponibilizar enorme sortimento de produtos e marcas para todas as modalidades, independentemente do nível técnico do praticante.

Além disso, a empresa proporciona a possibilidade do cliente experimentar alguns produtos na prática da modalidade e oferece oficinas para conserto de alguns equipamentos.
Dez anos após a inauguração, a empresa também passou a ter também sua marca própria de produtos.
Hoje a empresa tem comercializa mais de 35 mil produtos para 75 esportes, está presente em 25 países, inclusive no Brasil e tem mais de 650 lojas no mundo.
O crescimento dessa loja, por si só, já seria digno de registro e destaque, no entanto, se analisarmos como foi a evolução do varejo no mundo, veremos que o feito é ainda mais impressionante.

O varejo surgiu nos primórdios dos tempos, quando os homens caçavam e pescavam para suprir suas necessidades básicas e, posteriormente, 
incluíram a agricultura, artesanato e outros entre essas atividades de subsistência.
Com a melhoria dos processos mais produtos ficaram disponíveis gerando um excedente que se transformou em moeda de troca. 
Depois surgiram as moedas e as atividades ligadas à distribuição dos produtos. 
Já no século XVIII, as cidades eram supridas por um estabelecimento chamado Loja Geral, onde se comercializava alimentos e roupas básicas.
À medida em que as cidades e as demandas cresciam, surgiu a especialização dos comércios, visando proporcionar um atendimento mais adequado aos clientes.
Dentre esses comércios estava a “grocery store”, que como o nome induz, vendia apenas alimentos. Eram lojas pequenas, cerca de 50 m2, em que um balcão separava o cliente dos empregados/donos.
Com a revolução industrial no século XIX, as lojas aumentaram ainda mais as ofertas e, obviamente, seus espaços.
Até que surgiu em 1850, em Paris, a primeira loja de departamentos, a Bon Marché, que instituía como inovação o agrupamento de produtos segmentados por categorias.
Já em 1912 foi inaugurada nos EUA a primeira loja de auto-serviço e a escolha dos produtos por parte do consumidor passou a se dar pela marca e não mais pela indicação do vendedor.
O 1º supermercado que se tem notícia foi o King Kullen, inaugurado em 1930, esse tipo de comércio trouxe uma forte diminuição dos preços praticados graças aos processos otimizados, o que agradou os clientes e, evidentemente, contribuiu para a multiplicação das lojas no mundo todo.

A evolução do varejo continua com novos formatos de lojas, conceitos ou, como a própria Decathlon, com especializações e segmentações.


Nenhum comentário:

Postar um comentário