terça-feira, 24 de agosto de 2010

Globalização no esporte

O fenômeno da globalização deixou de estar restrito apenas à economia mundial e hoje já se faz presente em diversas áreas da sociedade, inclusive no meio esportivo.
“É possível produzir um produto em qualquer lugar, usando recursos de qualquer lugar, para ser vendido em qualquer lugar”. A frase do economista Milton Friedman, vencedor do prêmio Nobel de economia, ilustra bem esse processo, e pode ser aplicada no esporte.

A recente decisão da NBA (National Basketball Association) em realizar algumas partidas de sua temporada regular em Londres é um bom exemplo desse processo, pois até então, apenas partidas amistosas nas pré-temporadas dos times da NBA eram realizados fora dos EUA.
Para se chegar a essa definição levou-se em consideração a expressiva venda de ingressos quando os jogos amistosos ocorriam em Londres, os quais se esgotavam com seis meses de antecedência, fato que não vem ocorrendo nos EUA, ainda influenciado pela crise econômica.
Diante dessa situação, os gestores da liga, que já contemplavam o mercado internacional através da transmissão dos jogos pela TV, de sites customizados para cada país, da realização de pré-temporadas no exterior e da contratação de jogadores estrangeiros, decidiram realizar partidas oficiais naquela cidade, onde a população é carente de bons jogos desse esporte.
Contribuiu também para essa decisão, o fato de a Adidas ter assumido a operação de licenciamento dos produtos da NBA na Europa.

Porém, os exemplos não se restringem ao Basquete, nem aos esportes que serão citados a seguir, pois quase todas as modalidades esportivas convivem com esse fenômeno, que agrega vantagens técnicas e econômicas, desde que associadas a políticas flexíveis que protejam os objetivos de cada nação, clube, confederação ou entidade.
No futebol é muito comum ver equipes repletas de atletas estrangeiros, a Internazionale de Milão, por exemplo, sagrou-se campeã da Champions League 2009-2010 sem ter nenhum italiano no seu time titular.
No Brasil, o Fluminense, atual líder do campeonato nacional, tem no seu plantel, dois argentinos, um colombiano e um luso-brasileiro.

A Fórmula 1 tem equipes, pilotos, fornecedores, patrocinadores, circuitos e espectadores das mais diversas nacionalidades.

A MLB - Major League Baseball está repleta de jogadores estrangeiros. São caribenhos, australianos, coreanos, japoneses, etc., a ponto do Baseball no Japão ter apresentado uma queda no comparecimento nos estádios, em função dos torcedores preferirem acompanhar pela TV as partidas dos atletas japoneses que atuam na MLB.

A título de curiosidade, vale registrar que o envio de uma equipe americana de tênis de mesa para a China em 1972, talvez tenha sido a primeira iniciativa mais concreta de globalização na esfera esportiva, apesar da mesma ter tido uma motivação diplomática.
A bem da verdade, independentemente da motivação primária alegada, sempre existirão interesses econômicos e comerciais envolvidos nas relações internacionais.

Isso se aplica também ao esporte, com a vantagem de que aqui as eventuais diferenças religiosas, políticas e/ou culturais entre as nações são facilmente superadas, o que faz aumentar o potencial econômico desse segmento, cabendo aos gestores a responsabilidade de administrá-lo de forma responsável e dentro de rígidos conceitos mercadológicos, o que inclui a prospecção e o desenvolvimento do mercado externo.


2 comentários:

  1. Boa tarde,

    Estou no último ano do curso de Marketing, e pretendo me especializar na área de marketing esportivo.

    Gostaria de algumas dicas de Faculdades, cursos etc.

    sou de São Paulo e tenho 26 anos.

    abraços e parabéns pelo blog.

    leandro.gustavo84@globomail.com

    ResponderExcluir
  2. Caro Leandro

    Obrigado pelo comentário.

    Não conheço bem o mercado de São Paulo, no que tange ao segmento acadêmico, no entanto, creio que o mais importante para a especialização na área de marketing esportivo, seja conhecer bem e exercer funções na área de marketing, além de acompanhar o noticiário esportivo nacional e internacional.

    Abraço

    ResponderExcluir